Doxifin Tabs 50 - Ourofino - Doxifin Tabs 50 – Ourofino – Antibiótico para Cães e Gatos com 14 comprimidos

Código :

OUROF000000022

Marca:
Doxifin Tabs é um antibiótico à base de Doxiciclina em formulação palatável para cães e gatos.

Por: R$ 38,55

Preço a vista: R$ 38,55

Ganhe mais 5% de desconto na transferência bancária ou PIX (exclusivo para compras via WhatsApp). Entre em contato.
Opções de Parcelamento:
  • à vista R$ 38,55
Outras formas de pagamento
Quantidade
-+
Comprar

Descrição do produto

Doxifin Tabs é um antibiótico à base de Doxiciclina em formulação palatável. Pertencente à classe das tetraciclinas, é conhecida por sua boa eficácia contra um amplo espectro de bactérias, especialmente organismos intracelulares. Sua melhor solubilidade lipídica a faz atingir maiores concentrações intracelulares comparada a outras tetraciclinas.

Com ação bacteriostática, Doxifin Tabs é indicado para o tratamento de diversas enfermidades que acometem cães e gatos, causadas pelos seguintes agentes etiológicos sensíveis à Doxiciclina: Ehrlichia canis, Bordetella bronchiseptica, Pasteurella multocida tipo A, Arcanobacterium (Corynebacterium) pyogenes e Escherichia coli; tais como: erliquiose, infecções do trato respiratório, gastrintestinal, geniturinário; bem como pele e anexos.

Modo de uso:
Doxifin Tabs deve ser oferecido ao animal, de acordo com a dosagem preconizada para o seu peso corporal, diretamente na mão do proprietário ou juntamente com ração ou outros alimentos, não havendo a necessidade de jejum prévio ou qualquer alteração na dieta para a sua administração.

Dosagens:
Doxifin Tabs possui três diferentes apresentações, sendo cada uma delas indicada para uma faixa de peso dos animais a serem tratados. A dose terapêutica da Doxiciclina é de 10 mg/kg de peso corporal, devendo ser administrada uma vez ao dia por sete dias consecutivos, ou ainda, no caso de tratamento de erliquiose, por 28 dias consecutivos, ou a critério do médico-veterinário.

Obs.: A partição dos comprimidos deve ser realizada apenas ao meio, respeitando-se o sulco presente nos comprimidos.

O acompanhamento do médico-veterinário durante e após o término do tratamento da erliquiose é necessário para minimizar as chances de recidiva da erliquiose. Porém, deve-se diferenciar a existência de recidivas com a re-infestação pelo contato com carrapatos portadores de E. canis e considerar a prevenção de infestações por carrapatos.

Características

Você Vai Gostar Desses

Usamos cookies para traçar um perfil do público que visita o site e aperfeiçoar sempre nossos serviços. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade